A depressão pós-parto não atinge apenas mulheres. Inclusive, a versão masculina pode ter efeitos mais negativos sobre alguns aspectos do desenvolvimento da criança do que a sua contraparte feminina.

Um em cada 10 novos pais preencheram os critérios padronizados para a depressão pós-parto moderada a grave. 14% das novas mães sofrem de depressão pós-parto, em comparação.

Um dos primeiros efeitos negativos disso é que os pais deprimidos estão menos propensos a ler para seus filhos pode parecer algo simples, mas isso tem um impacto muito maior do que você imagina. Pais e mães que estão deprimidos estão significativamente menos propensos a se envolver em interações, como ler, contar histórias e cantar músicas para seus filhos, afetando diretamente o desenvolvimento infantil.

Depressão não é apenas uma tristeza normal: diagnosticando a depressão pós-parto!

Depressão pós-parto não é apenas uma tristeza qualquer. É uma depressão grave, marcada por sentimentos de tristeza ou vazio, a retirada da família e dos amigos, um forte sentimento de fracasso, e até mesmo pensamentos de suicídio. Estas emoções podem começar a duas ou três semanas após o parto e pode durar até um ano ou mais, se não tratada da forma adequada.

Depressão pós-parto em homens

Não é brincadeira: a depressão pós-parto em homens é uma realidade e pode acabar com uma família, se não for tratada. (Foto: www.modernmom.com)

Os sinais e sintomas de depressão pós-parto são diferentes entre os sexos: as mulheres são muitas vezes triste ou retraídas, enquanto os homens podem tornar-se irritados, agressivos e até mesmo hostis, diz ele. Mas não há regras rígidas para o diagnóstico.

Muitos homens relutam em buscar ajuda, já que eles deveriam estar fornecendo o suporte para o novo bebê e a nova mãe. Em muitos casos, eles desconhecem a doença e desconhecem até as formas de tratamento, como a psicoterapia.

A vida muda para um novo pai de uma forma enorme. Só de pensar sobre os custos de levar um filho até os 21 anos, talvez por toda a vida, pode ser aterrorizante. E todos os medos indizíveis: será que minha esposa ainda será tão interessada em mim? Será o meu bebé tão bonito como o bebê do meu irmão?

Pais de primeira viagem estão em maior risco de desenvolver depressão pós-parto.

O que fazer para evitar e tratar e depressão pós-parto masculina?

O que um novo pai deve fazer? Primeiro, reconhecer que os sintomas podem interferir não só com a sua própria saúde, mas também a saúde do seu filho. Não ignore os sintomas persistentes: em vez disso, vá falar com um médico, um conselheiro ou profissional para diagnóstico e tratamento de outros cuidados de saúde. É importante que você faça isso o quanto antes pois talvez, seja sua única chance para salvar sua saúde e de toda sua família.

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)