Uma tristeza ocasional é extremamente normal. Mas se você estiver sob estresse crônico, mas se você toma uma dose extra de hormônios do estresse diariamente a partir de um trabalho exigente ou tem uma vida pessoal tumultuada, os sintomas podem ser mais sutis. Os sinais que se seguem vão acumulando com o tempo, e podem piorar o estresse.

Sintomas de ansiedade e estresse: dores de cabeça de finais de semana

A queda súbita dos estressores podem levar a chamada enxaqueca de fim de semana. Mantenha seu sono saudável durante a semana  e uma alimentação bem disciplinada para minimizar outros gatilhos da enxaqueca nos seus fins de semana.

Cólicas menstruais pioradas

As mulheres mais estressadas tem duas vezes mais chances de ter cólicas menstruais dolorosas do que aquelas que são menos tensas. O culpado é um desequilíbrio induzido pelo estresse hormonal. Uma academia pode aliviar cólicas e tensão, por diminuir a atividade do sistema nervoso simpático.

Sintomas do estresse difíceis de detectar

O estresse pode apresentar sintomas que são difíceis de perceber, mas se você souber quais são esses sintomas, pode começar a se cuidar e evitar que ele vire um problema sem controle. (Foto: www.anxietymedications.net)

Sintomas do estresse: uma mandíbula dolorida

A mandíbula dolorida pode ser um sinal de ranger os dentes, o que geralmente ocorre durante o sono e pode ser agravado pelo estresse. Pergunte ao seu dentista sobre possíveis problemas de mordida, e peça a ele um diagnóstico sobre possível bruxismo ou ranger dos dentes.

Sonhos agitados podem ser sinal de estresse

Quando você está estressado, você acorda mais frequentemente, interrompendo seus sonhos e permitindo que imagens desagradáveis apareçam nos seus sonhos, além de provocar um sono bem agitado. Bons hábitos de sono podem ajudar a evitar isso. Busque 7 a 8 horas de sono por noite, e evite a cafeína e álcool perto da hora deitar.

Sangramento nas gengivas pode ser sinal de estresse

Pessoas estressadas tem um maior risco de doença periodontal. Níveis cronicamente elevados do hormônio do estresse cortisol podem prejudicar o sistema imunológico e permitir que as bactérias invadam as gengivas. Se você está trabalhando longas horas e comendo o jantar na sua mesa de trabalho, mantenha uma escova de dentes na mão. E proteja a sua boca através do exercício e dormir mais, o que vai ajudar a reduzir o estresse.

Sintomas de estresse: acne que surge do nada

Estresse aumenta a inflamação que leva a espinhas e a acne adulta. Uma boa rotina de cuidados de pele pode ser essencial para tratar da acne que surge na sua pele. Se a sua pele não responder ao tratamento dentro de algumas semanas, ou se os cosméticos usados não surtirem efeito, consulte um médico para medicamentos mais potentes.

Sintomas de estresse: desejo de comer doce

Não culpe automaticamente seu desejo por doce na sua gula: você pode culpar os hormônios do estresse. Há grandes chances de se você está tendo mais desejo por doce ultimamente, pode ter influência direta dos hormônios do estresse.

Coceira na pele é outro sintoma de estresse

Pessoas com coceira crônica tem duas vezes mais probabilidade de ser forçado para fora como aqueles sem a condição. Apesar de um problema de coceira irritante certamente poder causar o estresse, os especialistas dizem que é provável que sentir-se ansioso ou tenso também agrava as condições subjacentes, como a dermatite, eczema e psoríase. A resposta ao estresse ativa as fibras nervosas, causando uma sensação de coceira.

Estresse podem agravar as alergias

Os hormônios do estresse pode estimular a produção de uma proteína do sangue que provoca reações alérgicas. Quanto mais o estresse se agrava, mais os sintomas de alergia vão aparecendo.

Sintomas de estresse podem agravar problemas intestinais

Ansiedade e estresse podem causar dores de estômago, juntamente com dores de cabeça, dores nas costas e insônia. Aqueles que experimentam os mais altos níveis de estresse tem três vezes mais probabilidade de ter dor abdominal do que quem está mais-relaxado.

Aprenda a gerir o stress com a ajuda de um psicólogo clínico, meditação, ou mesmo exercício para ajudar a aliviar o problema da barriga também. No entanto, se você tem dores de barriga frequentes, consulte o seu médico para descartar alergias alimentares, intolerância à lactose, síndrome do intestino irritável, ou uma úlcera.

Você tem algum desses sintomas? O que você tem feito para tratar seus sintomas de estresse?

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)