O divórcio tem uma má reputação. Embora o fim de um casamento definitivamente possa ser uma experiência traumática, não precisa ser. Na verdade, se você percebeu que seu casamento não é nada além de palavras impressas em uma folha de papel neste momento, seguir em frente pode ser uma oportunidade para vocês dois pararem de gastar energia à toa e começarem a viver de forma mais independente e com mais vida. Adote a abordagem certa e vocês podem se separar amigavelmente e talvez até continuarem como bons amigos.

Como terminar um casamento: sinceridade é a chave

Por exemplo, se você já falou com um advogado e decidiu que deseja um divórcio, não deixe as primeiras notícias que sua esposa ouça as palavras do advogado antes de ouvir de você. Em vez disso, discuta suas intenções com muito mais antecedência, até antes de ir a um advogado, informando a ela que se preocupa com o bem-estar, mas está planejando seguir em frente e obter a separação. Note que isso deve ser uma última opção, após todas as outras terem sido descartadas para tentar recuperar a relação.

Terminar o casamento não significa acabar com o respeito

Por exemplo, não troque as fechaduras na porta. Tomar atitudes como essa vai criar conflitos, juntamente com sentimentos de mágoa que podem demorar a melhorar. Embora haja pouca paixão e amor em seu casamento, sua espora ainda pode sentir um embrulho no estômago ao ver que a a vida a dois se está dissolvendo, particularmente de maneira dura. Em vez disso, se você pediu que ela se afastasse, informe-a de que você estará disponível para deixá-la entrar em casa para pegar as coisas que ela precisa e trabalhar. Conversem sobre dormir em camas separadas e se possível, veja se um de vocês pode se mudar da casa para melhorar a situação até que a separação saia.

Término de casamento

Um casal que precisa terminar um casamento não precisa criar uma inimizade. Faça o término da melhor maneira e garanta que ambos ficam em situação amigável. (Foto: Consumer Guide Singapore)

Culpa do término: evitem a troca de culpa

Em vez disso, procure entender o fracasso de sua união, considerando que ambos não possuíam as habilidades necessárias para fazer o relacionamento funcionar ou talvez não tenham lidado bem com os agravantes. A remoção do julgamento pode ajudá-lo a acabar com o casamento de forma mais amigável. Afinal, se o relacionamento se desgastou, pode ser apenas uma culpa do destino, e não uma culpa individual.

Procure um mediador para seu relacionamento

Um mediador pode ajudar os dois a decidirem como distribuir as responsabilidades durante o término de um casamento. Em primeiro lugar, deve ser escolhido um mediador profissional, começando por um terapeuta de casais. Em segundo lugar, deve ser buscado o auxílio de um advogado para considerar certos arranjos. Estes dois profissionais vão auxiliar o casal a tomar as melhores decisões sobre os arranjos de custódia das crianças e determinar qualquer pensão que seja devida. O trabalho conjunto vai buscar manter as linhas de comunicação abertas, ensinar a empatia e manter todos focados na tarefa em questão, e não em picuinhas. A longo prazo, você pode economizar uma quantidade considerável de dinheiro e sofrimento ao adotar o auxílio profissional para dar conselhos sensatos e ajudar em uma separação sem grandes mágoas.

Procure suporte entre os amigos ou com um profissional

Converse com um amigo bom e sábio que pode ajudá-lo a resolver seus sentimentos ou encontre um psicólogo para ajudá-lo através dessa transição em sua vida. Inevitavelmente, surgirão emoções difíceis à medida que você e seu cônjuge trabalham, e você não quer perder a calma porque sua esposa insiste em manter toda a extensa coleção de filmes para ela, por exemplo. Conversar ajuda a aliviar as tensões, e evita que você acabe descontando a raiva nas discussões sobre a separação.

Espere antes de mergulhar em outro relacionamento

Se você esteve em um casamento sem amor, você pode estar vulnerável às atenções do primeiro relacionamento que aparecer depois. Buscar um novo relacionamento antes da poeira do seu casamento se assentar, no entanto, apenas agrega complicações desnecessárias à situação. Não coloque sua esposa na posição de tentar lidar com os ciúmes ao mesmo tempo em que ambos estão decidindo como será a separação. Quando vocês estão resolvidos e o divórcio for finalizado, então você pode considerar namorar novamente.

Você já passou por um término de casamento? Como lidou com a situação? Que dicas daria para quem está passando por um processo semelhante?

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)