Independentemente de quem foi ferido pela infidelidade, não há dúvidas de que ela pode realmente abalar qualquer relacionamento romântico. Talvez o casal esteja em uma crise, sem traição envolvida. Seja como for, a infidelidade ou crise nem sempre significa o fim de um relacionamento. Para o infiel, bem como o parceiro traído, é possível reconstruir a confiança no relacionamento.
Como recuperar o relacionamento de uma traição ou crise: não assuma que a relação está acabada

Uma vez que seu parceiro descobriu que você esteve envolvido com outra pessoa (ou você descobriu uma traição), pode parecer que a coisa mais fácil a fazer é terminar. A mesma coisa vale para o momento de crise. Mas os especialistas em relacionamento dizem que terminar uma parceria danificada pode às vezes ser uma uma maneira de evitar assumir responsabilidades ou reconhecer suas próprias falhas. Em vez disso, suponha que ficar juntos é igualmente possível, se você está disposto a se esforçar o quanto for necessário. Se um casal pode passar por uma infidelidade ou crise e restaurar a confiança no relacionamento, eles podem sair da situação como um casal mais forte.

Reconheça que você criou um problema ou está contribuindo para ele

Pode parecer simples, mas se você não encarar fato de que você está contribuindo para estragar o relacionamento, o processo de cura não vai a lugar algum. Em vez disso, sempre que você estiver se desculpando por algo que causou dor a sua parceira, sinta realmente as desculpas. Mesmo se o assunto for apenas a ponta do iceberg quando se trata de problemas em seu relacionamento (problemas pelos quais você culpa sua parceira), você tem que assumir a responsabilidade por suas transgressões pessoais.

Saindo de uma crise na relação

A união faz a força. Mesmo no desgaste, na crise, ou após uma traição, é possível recuperar um relacionamento, bastando se dedicar de verdade a isso. (Foto: savearelationship.net)

Como recuperar um casamento ou relacionamento: descubra o que causou a traição ou crise

Talvez tenha acontecido depois da festa de fim de ano do escritório, onde de repente você percebeu que certa pessoa do trabalho é melhor arrumada quando está fora daquele ambiente. Talvez seja o resultado de alguns meses tentando fazer a outra pessoa entender algumas dificuldades que você tem passado no dia a dia. A infidelidade ou crise na relação raramente é o resultado de um lapso momentâneo no julgamento ou atração por outra pessoa. Em vez disso, é importante chegar à verdadeira raiz do problema. Você se sente sozinho em seu relacionamento atual? Você sente uma falta consistente de uma parceira sexual ou de uma companheira no dia a dia? Seja qual for o problema, tente descobrir isso para que você possa entender por que você cometeu seus erros e não acabe repetindo-os.

Corte os laços com o estopim da crise

Escusado será dizer que o primeiro passo para a reparação de uma relação após a infidelidade está em terminar o caso, mas isso significa mais do que não mais ter relações sexuais com a outra pessoa. Isso significa cessar toda interação com a pessoa com quem você traiu a sua parceira. Não vai ser fácil, especialmente se você desenvolveu sentimentos por essa outra pessoa ou estava acostumado a vê-la em uma base regular. Ainda assim, você precisa ser capaz de prometer a sua parceira que o caso acabou para sempre e que você está totalmente empenhado em avançar no relacionamento atual.

O mesmo vale para outras causas de crises, como amigos tóxicos que tem feito mal para você e sua relação, ou um emprego que esteja prejudicando seu relacionamento.

Como retomar seu casamento ou relacionamento: não fale muito sobre crise ou infidelidade

Uma vez que a infidelidade ou uma crise aparecer, é fácil para ambos os parceiros acabarem falando sobre ela constantemente: por que ocorreu, detalhes exatos de onde e quando aconteceu, procurar os culpados para os problemas. Mas o certo é que o casal não deve dedicar mais do que 15 minutos por dia para o assunto, e deve seguir em frente com as soluções dos problemas. Isso é porque a distração positiva, seja vendo um filme ou saindo para jantar juntosm pode ser realmente importante para o futuro do relacionamento e para a felicidade de ambos os parceiros.

Dê tempo para o relacionamento se curar

Em um mundo ideal, o parceiro infiel ou responsável pela crise poderia apenas dizer, “sinto muito” e reconquistar o afeto do outro parceiro. Mas no mundo real, pode levar pelo menos um ano para a outra parte na relação sentir que ela é capaz de confiar em você novamente. Se o parceiro traído quer falar sobre a infidelidade ou sobre a crise, dê-lhe a oportunidade. Fechar-se ao diálogo só vai piorar as coisas.

Seja honesto consigo mesmo e com sua parceira

Depois de semanas, meses ou mesmo anos de desonestidade, os especialistas dizem que um dos passos mais importantes para reparar o relacionamento está em ser completamente aberto e honesto sobre a relação. Se a sua parceira tiver uma pergunta sobre qualquer coisa, responda-a da melhor forma possível. Afinal, seria muito terrível se você mantiver certos detalhes ocultos, só para tê-los aparecendo mais tarde. A coisa mais importante a lembrar é sempre olhar através dos olhos da sua parceira. A cura da dor e reconstrução da confiança pode significar deixar sua parceira saber se você receber um e-mail da pessoa que você estava envolvido com, e se você decidir responder, ou se você ainda encara que o motivo da crise ainda continua presente (manias, problemas do dia a dia, crises financeiras, etc).

Procure ajuda profissional

Nem todos os casais decidirão se envolver em terapias de casais, e não há problemas nisso. Mas tenha em mente que um terapeuta pode ajudar os dois a descobrir como superar a crise ou caso. O terapeuta também pode ajudá-lo a criar maneiras específicas de restaurar a confiança e manter uma parceria estável.

Você já teve crise no relacionamento? Ja traiu ou foi traído? Como fez para recuperar a situação?

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)