Quando você começa uma nova perda de peso ou uma rotina fitness, o impacto dos resultados imediatos é um incentivo para continuar. Em muitos programas, as perdas de peso iniciais tendem a ser mais dramáticas antes de se estabelecerem em um ciclo de perda mais consistente. Para algumas pessoas, os resultados parecem parar de chegar completamente. Quando sua rotina fitness atual não está produzindo os resultados desejados, seu corpo atingiu um patamar ou equilíbrio, o chamado efeito platô. Os platôs podem ser frustrantes, mas não são impossíveis de superar com alguns pequenos ajustes nas suas estratégias fitness.

Efeito platô e seu significado

Um platô no mundo fitness refere-se a um período de tempo em que seu corpo não responde mais à sua rotina de exercícios ou dieta. Os platôs geralmente ocorrem como uma interrupção abrupta do progresso que já havia resultado na perda de peso ou ganho muscular. Eles são os resultados da impressionante habilidade do seu corpo em se ajustar ao estresse e às mudanças. Sua massa corporal é o principal fator que determina a taxa metabólica basal do seu corpo, ou a taxa na qual você queima calorias para funções corporais essenciais. Quando você reduz a massa do seu corpo através do exercício, sua taxa metabólica basal também diminui. Seu corpo queima menos calorias em repouso e a perda de peso tende a diminuir ou parar completamente como resultado de sua taxa metabólica reduzida.

Como superar o efeito platô

O efeito platô pode ser superado com o treino certo e os procedimentos adequados, dando assim continuidade aos seus objetivos fitness. (Foto: Bodybuilding.com)

Tipos de platôs

Um platô do corpo é muitas vezes chamado de um platô de perda de peso porque ele geralmente se refere a uma parada súbita de perda de peso após o início de uma dieta ou plano de exercícios. Outro tipo de platô do corpo refere-se a uma parada súbita na capacidade do seu corpo de ganhar músculo, peso ou força aumentada. Os platôs musculares são mais comuns em pessoas que procuram treinar força em vez de perder peso, como fisiculturistas ou lutadores profissionais. Os platôs de corpo são semelhantes aos platôs de perda de peso no sentido de que são o resultado da adaptação bem sucedida do seu corpo ao seu regime fitness. O treinamento de força tende a aumentar as taxas metabólicas basais porque a massa corporal aumenta em vez de diminuir, de modo que o gerenciamento de um platô do corpo é diferente do gerenciamento de um platô de perda de peso.

Como sair do efeito platô na dieta?

À medida que seu peso diminui juntamente com sua taxa metabólica basal, seu corpo exigirá menos calorias por dia para sustento. Para continuar a perder peso, você tem que reduzir o número de calorias que seu corpo acessa, reduzindo a ingestão calórica ou aumentando a produção calórica através dos exercícios. Reduzir a sua ingestão calórica em 200 calorias por dia, se você estiver levando atualmente 1.400 ou mais calorias não reduzirá a sua ingestão calórica abaixo de 1.200 calorias por dia, a menos que esteja sob orientação de um médico. Adicionando 15 a 30 minutos de exercício cardiovascular adicional em sua rotina, também aumentará sua produção calórica e recarregará esforços de perda de peso. O

A substituição de calorias ingeridas através de carboidratos ou gorduras por calorias de proteínas também pode estimular a perda de peso. Outra opção é aumentar a sua taxa metabólica basal, aumentando a sua massa muscular em vez da sua massa gordurosa. Incorporar treinamento de força em sua rotina fitness irá construir músculo magro que contribui para altas taxas metabólicas em repouso.

Como sair o efeito platô no treinamento de força?

Os platôs de treinamento de força indicam dois tipos diferentes de adaptações. Se você aumentou sua massa corporal, também aumentou sua taxa metabólica basal. Falhar para fornecer calorias suficientes significa que seu corpo não possui os componentes necessários para construir músculos. Aumentar a sua ingestão calórica com alimentos ricos em proteínas garante que seu corpo tenha os blocos de construção dos músculos.

Seu corpo também adaptou grupos musculares individuais para acomodar o estresse do treinamento de força. Aumentar repetições, conjuntos ou o peso ou a resistência usados ​​no seu treino desafiarão seus músculos a trabalharem mais. Um treinador pode ajudá-lo a adaptar sua rotina para superar um platô com estratégias específicas; ou técnicas nas quais você executa um movimento até que você não consiga repetir depois de descansar, ou conjuntos em que dois exercícios são realizados seguidos sem descanso. Todas são estratégias bem sucedidas para superação do platô, mas só devem ser realizadas com a orientação de um profissional.

Como vocês fizeram para superar o platô? Quais foram as dicas que funcionaram para vocês?

Marcadores: ,
Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)