Seu filho chora muitas vezes por dia? Todas as crianças choram, mas algumas parecem ser particularmente propensas às lágrimas. Essas crianças de coração mais mole podem precisar de alguma ajuda extra para aprender a gerenciar a tristeza. Entender melhor os motivos para os choros e como lidar com eles fará a diferença para conseguir deixar seu pequeno mais calmo..

Minha filha/filho chora muito: o que fazer? Compreenda por que as crianças choram

Chorar é uma resposta normal a sentir-se sobrecarregado por sentimentos fortes. Nos bebês, chorar com lágrimas começa aos três ou quatro meses, e é um sinal de socorro útil para envolver a ajuda dos pais. Dor, fome e separação são causas típicas do choro em bebês. A freqüência de choro geralmente diminui em torno de dois anos de idade quando as crianças se tornam mais capazes de usar palavras para comunicar o que eles precisam.

Chorar é mais complicado em crianças em idade escolar. As crianças mais velhas podem chorar quando estão machucadas, mas também choram quando antecipam a dor, como quando sabem que terão que ir ao médico ou sabem que não poderão brincar amanhã. Elas também podem chorar em resposta a dores emocionais, como ser rejeitado por colegas ou ver um filme triste.

As crianças em idade escolar também são mais capazes do que as crianças menores de antecipar as reações dos outros às suas lágrimas. Podem gritar para expressar a culpa ou o remorso depois que se comportar mal, afim aplacar a raiva dos pais e talvez evitar punições e castigos. Eles também podem tentar evitar chorar na frente de certas pessoas que eles acham que não vão atender aos seus pedidos.

Como lidar com choro de criança

O choro de criança pode ser um sinal de muitas coisas. Identifique a causa, e você já está percorrendo uma longa distância para aplacar os sentimentos da criança. (Foto: Life Words)

Meu filho chora para ir a escola: o que fazer? E quando chorar em lugares públicos?

Da primeira série em diante, muitas vezes há um custo social para as crianças que choram em público. A menos que haja sérios danos físicos, seu filho provavelmente estará melhor evitando chorar na frente de seus pares ou adiando as lágrimas até um momento mais privado. Inicialmente, as lágrimas podem provocar simpatia de seus pares, mas quando as crianças choram repetidas vezes para frustrações que outras crianças estão lidando bem, as lágrimas tornam-se desagradáveis. Outras crianças tendem a ver crianças que choram muito como imaturas ou simplesmente pessoas não divertidas para ter como companhia. As crianças que choram facilmente podem se tornar alvos de bullying. Além disso, as crianças que passam muito tempo chorando estão perdendo experiências agradáveis ​​como aprender, brincar e sair com os amigos.

Às vezes, os choros freqüentes são um sinal de depressão ou outras dificuldades sérias. Mais frequentemente, elas são um sinal de que uma criança ainda não desenvolveu boas habilidades para regular emoções. Ajude o seu filho a planejar com antecedência para situações que tendem a provocar lágrimas. Estas podem incluir a derrota em um evento esportivo, não entender o que fazer na escola, ou quando for provocado. Dialogue com o seu filho para chegar a um plano específico do que fazer nestas situações para além de chorar. Ter um plano pode ajudar seu filho a se sentir menos sobrecarregado.

Meu filho ou filha chora muito: estratégias

Aqui estão algumas estratégias gerais que você pode querer compartilhar com seu filho para quando ele ou ela sentir vontade de chorar em público.

Respirar fundo: as respirações lentas e profundas podem ser muito calmantes. Ajude o seu filho a praticar a respiração lenta e silenciosamente, inspirando pelo nariz, e soltando pela boca.

Contagem: silenciosamente contando rachaduras ou linhas no chão, recitando números pares, ou fazendo contas mentalmente pode ser uma boa distração para ajudar seu filho a parar com o choro.

Dar um tempo: às vezes, a melhor maneira de recuperar o autocontrole é afastar-se da situação. Seu filho pode ir ao banheiro lavar o rosto ou tomar um copo de água.

Auto conforto: diga ao seu filho para cruzar os braços e dê a ele um pequeno abraço, enquanto instrui ele a um pensamento reconfortante, como pensar que tudo vai ficar bem e que pode superar isso com facilidade,, ou que em breve chegará em casa e poderá conversar com os pais sobre a frustração.

E quando é um bebê chorando muito? O que fazer?

Como bebês ainda não falam, é importante começar a entender os choros dos bebês, que geralmente é a única forma de comunicação dos pequenos. Com o tempo, os pais conseguirão identificar diferentes tipos de choros para diferentes situações, como choro de fome, choro de dor, choro de tristeza, etc. Enquanto a criança vai crescendo, os pais devem ensinar aos filhos que o choro não resolve tudo, procurando não atender a todos os choros do bebê, esperando ele se acalmar antes de fazer suas vontades.

Como você lida com o choro do seu filho? Quais estratégias ajudaram você a fazer seu filho chorar menos?

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)