Homem ao mar! Alguém mais ouviu o barulho de alguém caindo na água? Não, não era um homem se banhando em loção pós-barba.

Os homens modernos estão em um mau estado. Eles fazem dietas, seguem notícias sobre celebridades e raspam o peito para o apelo estético. Será que príncipes e reis depilavam os peitos?

Os homens tornaram-se símbolos de vaidade ao longo dos últimos 40 anos. Algumas das razões são óbvias, e outras são mais sutis. E ao sabermos elementos da vaidade acontece nos homens (cientificamente), talvez você aprenda a se policiar melhor quanto a isso.

Entendendo o mal da vaidade

Homens com uma visão inflada de seu próprio brilho podem parecer calmos através da vida em uma bolha de confiança. Na realidade, porém, eles são susceptíveis de ser tão atormentados pela preocupação que eles colocam até a própria saúde em risco, de acordo com um estudo.

Qual o problema da vaidade?

Constatou-se em pesquisas que o narcisismo, ou amor-próprio, está em ascensão em homens e está fazendo com que eles sofram doenças relacionadas ao estresse, tais como pressão arterial elevada, o que pode levar a doenças cardíacas.

Psicólogos pediram para 106 homens e mulheres para levar questionários de personalidade e tomou duas amostras de saliva deles para medir os níveis de cortisol, um hormônio relacionado ao estresse.

Os homens que mostraram níveis “saudáveis” do narcisismo nos questionários também tinham altos níveis de cortisol, mesmo em uma situação descontraída. Nas mulheres, este não era o caso.

Vaidade em excesso para homens

Se a vaidade começa a atrapalhar seu viver saudável, com certeza é hora de repensar sua forma de cuidar da aparência. (Foto: angryarabscommentsection.blogspot.com)

Quais os resultados destas pesquisas?

Os autores do estudo dizem que as razões não são claras, mas sugerem que a pressão para cumprir os traços masculinos tradicionais, como a força e domínio, pode tomar sua saúde. Mesmo que os vaidosos tenham auto-percepções grandiosas, eles também têm vista frágeis de si mesmos, e muitas vezes recorrem a estratégias de defesa como a agressão quando o seu sentido de superioridade é ameaçado.

Por que a vaidade te deixa com um comportamento nocivo?

Esses tipos de estratégias de enfrentamento estão ligados com o aumento da reatividade cardiovascular ao estresse e aumento da pressão arterial, por isso faz sentido que maiores níveis de narcisismo inadequados contribuiriam para sistemas de resposta ao estresse altamente reativos e níveis cronicamente elevados de stress.
Os cientistas definem o excesso de vaidade como “um senso inflado de auto-importância, a superestimação da singularidade, e uma sensação de grandiosidade”.

Mas vaidade é de todo ruim?

Enquanto um grau “saudável” da vaidade é boa para você, em excesso pode causar tensão e em casos extremos, levar à depressão e transtornos de personalidade.

Enquanto as pessoas vaidosas acham que eles estão felizes e tem a auto-estima elevada, muitos realmente mostram as características associadas com a infelicidade e insegurança.

Entendendo o resultados específicos para os homens vaidosos

Os autores não estão certos porque este efeito não é observado em mulheres, mas sugerem que eles podem estar de acordo com os estereótipos sociais para relações de valor em buscar o apoio dos outros, em maior medida do que os homens.

Como saber se você está exagerando na vaidade?

A partir do momento que você começa a cobrar demais de você e de sua beleza, a vaidade já está sendo um problema. Se cuidar é bom, mas passar duas horas na frente do espelho por causa de um gel que não está deixando seu cabelo bonito. Para você, vai estar tudo ok esta preocupação. Mas para olhos mais atentos e principalmente os mais próximos de você, a coisa vai estar mais clara e exagerada.

Por isso, pergunte a quem convive com você sobre a sua vaidade: quais são as respostas? Como você lida com isso? Acredita ou não nessa vaidade? E o mair importante: qual a solução você dará para os seus excessos?

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)