A caspa é uma forma comum de eczema de pele que ocorre em partes do corpo com alta produção de óleo (sebo). Áreas do corpo que são comumente afetadas incluem o couro cabeludo, orelhas, rosto, tórax e dobras da pele, como as axilas ou a pele abaixo de peitos ou seios um pouco mais gordinhos ou dobras abdominais salientes.

Uma manifestação comum de seborréia que afeta o couro cabeludo é a caspa. Seborréia e caspa do couro cabeludo não causam perda de cabelo permanente. Muitas vezes, a seborréia do couro cabeludo nem sequer coça significativamente. Ela pode aparecer durante a infância, começando logo após o nascimento e durando vários meses. Ela pode afetar o couro cabeludo ou produzir manchas descamativas sobre o corpo neste tempo. Adultos de todas as idades podem desenvolver seborréia, também, especialmente no couro cabeludo e no rosto.

Algumas pessoas que têm sistemas imunes enfraquecidos, tais como aqueles em quimioterapia, portadores do HIV ou de certas perturbações neurológicas, podem ter a caspa em níveis fora do controle. É importante salientar, contudo, que a seborréia é uma condição muito comum, afetando principalmente homens.

O antes e o depois

Na foto, temos um indivíduo comparando o antes e o depois de seu tratamento contra a caspa. Nota-se que seu cabelo, mesmo continuando oleoso, agora já não tem mais a caspa. (Foto: cracked.com)

A maioria dos tratamentos da caspa são relativamente baratos e de fácil acesso. Uma maneira comum e muitas vezes bem sucedida para manter os flocos brancos longe de se acumular sobre seus ombros é usar um xampu anti-caspa. Médicos sugerem usar xampu anti-caspa diariamente, deixando o produto no seu cabelo por cinco minutos e enxaguando completamente logo depois. Quando sua caspa está sob controle, você pode diminuir o uso do xampu para duas a três vezes por semana. Se o tipo de xamu anti-caspa que você está usando parar de funcionar, você pode tentar alterná-lo com um tipo diferente de shampoo.

Esteja ciente, porém, que nem todos os xampus anti-caspa são os mesmos. Ingredientes diferentes tratam diferentes causas e tipos da caspa. Xampus de piritiona de zinco são antibacterianos e antifúngicos. Existem xampus que contêm alcatrão de carvão, podendo funcionar bem para tratar a caspa causada pela dermatite seborréica. Shampoos de sulfeto de selênio também desaceleram a degeneração e podem reduzir o fungo, mas tenha cuidado: eles podem descolorir tons mais claros ou cabelos quimicamente tratados. Shampoos com ácido salicílico ajudam a eliminar manchas em seu couro cabeludo, mas também pode deixar sua pele muito seca. Xampus baseados em cetoconazol são antifúngicos. Estes, são o tipo de xampu mais forte antes de ir para uma tentativa médica de tratamento.

Se o anti-caspa xampu sozinho não fazer o trabalho, você pode tentar combiná-lo com cortisona e cremes antifúngicos. Mas antes de ir para isto, você precisará ir a um médico dermatologista e que indique o tratamento correto para seu problema. Talvez seu problema seja mais emocional do que físico, sendo necessário um psiquiatra ou psicólogo no auxílio para sua recuperação. Talvez seja seu trabalho que esteja causando isso e é hora de repensar no que está te fazendo realmente mal.

Alguns estilos de massagem fazem o tratamento da caspa no corpo nos cabelos. Portanto, antes de decidir usar pelo xampu e achar que já está tudo certinho, vá fazer uma consulta com o médico para saber exatamente o que está acontecendo e começar finalmente a acabar com esses pontinhos brancos na sua camisa preta.

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)