O gosto pelo vinho é algo que é adquirido com o tempo. E assim como milhares de pessoas ao redor do mundo, você também pode adquirir esse gosto com algumas dicas simples, que vão te colocar no caminho certo para se tornar um apreciador de vinhos da mais alta qualidade.

Como começar a entender de vinhos: seco x suave

A maioria das pessoas começa seu processo de aprendizagem com vinho suave. Mas o vinho suave tem gosto principalmente de frutas e açúcar. Isso faz pouco para complementar os sabores de uma boa refeição, e pode até prejudicar essa refeição. Os vinhos suaves podem ser divertidos com sobremesas, no entanto. Os vinhos secos são o oposto dos vinhos suaves. Talvez pudéssemos chamar de “secura” a ausência de doçura. A secura não é amargura, nem é um sabor de vinagre. Os melhores vinhos secos fazem uma boa refeição melhor.

Se você começar seu treinamento com vinhos secos de baixa qualidade, você pode ter problemas para seguir em frente. Os vinhos tintos secos de má qualidade geralmente apresentam sabores muito fortes e desagradáveis. Os vinhos brancos secos de má qualidade geralmente não tem qualquer sabor. Por causa do sucesso, talvez seja necessário gastar um pouco mais nos seus primeiros vinhos secos. Então, uma vez que você sabe o gosto de um bom, você pode baixar um pouco no valor.

Parece muito mais difícil encontrar um bom vinho branco seco do que encontrar um bom vinho tinto seco. Então, comece sua busca com um vinho tinto seco. Não pague caro demais, nem barato demais, procurando vinhos com valores entre os mais caros e mais baratos.

Escolha o seu primeiro vinho tinto seco de uma região vinícola tradicional, como a França ou a Califórnia. Você deve inicialmente ficar longe de vermelhos secos com sabores fortes, como Merlots. Você também deve evitar os vermelhos secos que podem ser muito delicados, como Beaujolais. A recomendação é que você deve começar esta parte do seu treinamento com um Cabernet Sauvignon.

Como consumir vinho

A apreciação do vinho é uma arte nobre, e uma habilidade da qual muitos homens podem usufruir para impressionar e aproveitar melhor a experiência de consumir o vinho. (Foto: A Taste of South Australia)

Como aprender a tomar vinho seco: aprendendo a sentir o cheiro do vinho

Se você colocar o nariz sobre uma taça contendo um bom vinho seco, você deve cheirar alguma coisa e deve ser agradável. Nos melhores vinhos, você deve cheirar um pouco de mofo, que pode lembrá-lo de estar em uma caverna, se você já esteve em uma caverna. Se você nunca entrou em uma caverna, talvez pode lembrá-lo de sujeira molhada, rochas molhadas, ou um porão úmido. Nada desagradável, apenas um pouco mofado ou terroso. Esse cheiro é chamado de “buquê” do vinho. Os bebedores de vinho muitas vezes balançam o vinho no copo para encorajar o buquê a levantar do líquido.

Se você não sentir esse cheiro com seu vinho, não é o fim do mundo. O vinho ainda pode ter um bom sabor quando você beber. Somente os melhores vinhos secos geram um buquê agradável.

Rolhas plásticas x Rolhas tradicionais

Cheirar a rolha imediatamente após a remoção da garrafa não é uma coisa desagradável de fazer. É um teste de campo rápido para vinagre. Você não quer descobrir que sua nova garrafa de vinho é vinagre, saboreando-a. Se você cheirar a rolha assim que a remover, e você cheira vinagre forte, então a garrafa de vinho é provavelmente um lixo, e você provavelmente vai acabar jogando-a fora ou levando de volta à loja para troca. Se você não cheira nada, tudo bem. Se cheira um pouco mofado ou terroso, é provável que seja boa para consumo.

Mas se o seu vinho tiver uma rolha de plástico, você vai cheirar plástico. Sim, o plástico tem um cheiro. Pense no cheiro de um carro novo ou de um produto plástico que acabou de ser comprado. Uma rolha de plástico não cheira como vinho e arruina parte da experiência de beber vinho.

Melhor vinho para iniciantes é um seco de boa qualidade

Um vinho seco deve ter um sabor, e deve ser agradável. O sabor de um vinho branco seco, como Chardonnay, normalmente será mais delicado do que o sabor de um vermelho, como o Merlot. Conforme observado anteriormente, é difícil encontrar um bom vinho branco seco e a falha mais comum é a falta de sabor. Se você pagou um preço alto por seu vinho branco, e você não prova nada, você ainda pode fingir, já que provavelmente não tem sabor pior do que a água. Ao contrário do vinho branco, um vinho tinto seco com sabor pobre é mais provável que seja esmagadoramente forte.

Mas um vinho tinto deve provar como algo. Quando você tem comida e vinho tinto seco na sua boca, ao mesmo tempo, o sabor do vinho não deve sobrecarregar a comida; De alguma forma, o sabor da comida fica melhor. Os franceses conseguem o mesmo tipo de efeito estimulante do sabor quando eles mastigam um pedaço de chocolate ao mesmo tempo que um pedaço de pão francês fresco. Juntos na boca, os dois criam um novo sabor melhor. O mesmo vale para o vinho tinto seco e comida.

Aprecie o gosto que fica na boca após o vinho

Para o sabor persistente de um vinho, podemos usar um bom conhaque para nos fornecer uma comparação mais forte. Depois de cheirar seu conhaque, você deve tomar um pequeno gole e deixar que esse líquido flua na sua garganta. Depois que o conhaque sair da sua boca, você ainda deve provar e senti-lo em sua boca e nariz. Este é um forte exemplo de um sabor persistente. Queremos algo assim com nossos vinhos, mas será menos extremo. Tal como acontece com o buquê, o sabor deve ser um pouco mofado, ou terroso, até mesmo picante em alguns casos.

Você consome quais bebidas com melhor conhecimento sobre elas? Quais vinhos você recomendaria para quem está começando?

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)