Estudos comprovaram que aqueles que esperam para ter filhos mais tarde tem mais chances de ter filhos que envelhecem lentamente e com maior resistência a doenças em momentos mais tardios em vida. Mas a decisão de esperar para ter filhos pode ter pontos negativos que não compensam essas vantagens.

Quando você é muito jovem, aos 15/16 anos, seu corpo ainda produz um esperma muito novo, carregando alguns problemas genéticos que podem causar abortos naturais e outros problemas. Ao chegar nos 30, a testosterona começa a cair e pela metade dos seus 30 anos mutações começam a ocorrer em seu DNA pois, em algum momento na produção dos seus milhões de espermatozóides, a chance de que na replicação haja um erro aumentam, surgindo assim falhas genéticas. O envelhecimento e tais defeitos aumentam os riscos de que você tenha uma criança com autismo aos 30 anos. A chance de seu filho nascer com esquizofrenia duplica aos 30 e triplica aos 50. Chegando aos 40, a chance de que ele tenha bipolaridade, epilepsia, câncer de próstata ou de mama também cresce consideravelmente. E a partir dos 50, há 4 vezes mais chances de que o bebe nasça com síndrome de Down.

Relações familiares

Um momento de calma e tranquilidade entre um pai e um filho. Mas, para que esse momento seja possível, pensar não apenas quando, mas como ter um bebê faz a diferença. (Fonte: goodmenproject.com)

Vale lembrar que alguns relógios biológicos correm mais rápido do que o de outros. Aquela barriguinha de chopp vai ajudar a deteriorar seu corpo mais rápido. “O que é ruim pro coração, ruim pro seu ‘amigão'”, sendo isso válido também para os fumantes.

É totalmente possível ter um filho saudável aos 40. O recomendado, seria que no seus quase 30 você começasse a pensar e se planejar pro filhote. A diferença de idade pode também ser explorada positivamente. Pode separar vocês ou aproximá-los. Entramos na questão do respeito mútuo e na forma que vai criar seus filhos. Acima de qualquer decisão sobre a idade, o planejamento é a decisão correta, levando em conta ambos os lados da relação. Se sua esposa planeja uma grande e longa viagem ao exterior, vocês não terão tempo para cuidar do bebê. O mesmo vale para aquele projeto na África do Sul que seu chefe pediu para estar pronto e operacional em menos de 6 meses.

A conclusão que chegamos é que a pergunta quando ter um filho envolve muito mais questões do que apenas a idade certa. A escolha da sua companheira, o planejamento, os cuidados com sua saúde, o exemplo que você deseja ser. Cabe a você e a pessoa certa em sua vida para que tomem o caminho conjunto, criando um ambiente vivo, saudável e confortável para o bebê.

E quando ele chegar, não há nada melhor a fazer do que curtir os momentos inesquecíveis com sua criança e simplesmente, ser feliz.

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)