Estou grávida. O susto desse aviso já passou pela cabeça ou pela vida de muitos homens. A maioria deles entrou em desespero, mas aqueles que sabem lidar como homens de verdade com a situação foram e são ainda capazes de serem os homens mais marcantes na vida de qualquer mulher.

Mulher grávida: o que ninguém te conta!

Como você talvez ouviu de seus pais e na escola, sexo pode resultar em bebes. Os contraceptivos estão aí, disponíveis em várias formas, para tentar prevenir que o bebe aconteça antes de ser planejado. Muitas vezes o casal se ama, mas precisa construir uma carreira mais sólida, pagar as contas melhor, antes de ter um filho.

O que nem a família, nem a escola ensinam muito bem é que às vezes, os métodos contraceptivos não funcionam, ou você deixa eles de lado por pensar com a cabeça errada, no “fogo” do momento. E aí, surpresa: ela está grávida.

Família: o que falar com eles sobre a gravidez

Minha recomendação? Mantenha eles afastados do acontecimento por até dois meses. Converse com amigos. Família, na maior parte das vezes, mais atrapalha do que ajuda na questão de filhos. Mantenha eles no escuro, pelo menos nesses primeiros momentos até você a mulher decidirem o que fazer com a criança.

Mesmo casais que querem ter filhos e já falaram isso pra família inteira devem evitar comentar com os familiares sobre gravidez nos primeiros meses. Por exemplo, abortos espontâneos são MUITO comuns, e podem deixar toda uma família destruída pelo acontecimento, principalmente as mais religiosas. Vá com calma.

Empatia com a mulher grávida: sua prioridade inicial

Como posso dizer aos meus pais? Como no inferno é que vai ser nossa vida sexual daqui pra frente? Lá se vai a minha promoção! Nós estamos tendo um bebê! Não quero ter esse filho!

Essas frases são faladas e pensadas por homens e mulheres que recebem a notícia de que estão “grávidos”, mesmo quando o filho é planejado. Os mesmos pensamentos que passam pela sua cabeça estão passando pela dela, de verdade. Mas sair da parte do “pensar” para “falar” com a pessoa, cobrar, intimidar, é errado.

A notícia de uma gravidez requer mais tato, respeito, e compreensão do que você provavelmente já teve em toda sua vida. E sim, é claro, sua vida, relacionamentos, finanças, estão em jogo também. Mas não entraremos nessa conversa agora, porque antes, você tem de compreender o tipo de situação em que está para poder saber quais atitudes tomar.

Ah, e importante: confirme a gravidez com um exame de sangue clínico, solicitado pelo ginecologista dela. Testes de gravidez de farmácia não são conhecidos por serem muito eficientes.

Calma na hora de receber a notícia da gravidez

Ao receber a notícia da gravidez, calma. Faça um exame de sangue para confirmar tudo, e aprenda a ouvir a sua ficante, esposa, ou namorada, antes de tomar qualquer atitude. (Foto: www.pregnancycounseling.com)

 

Minha ficante engravidou. E agora?

No momento em que você aprende que pode ser pai de uma criança com alguém que conheceu em uma balada ou noitada de cervejas. Pode ser alguém que você está vendo há algum tempo, mas sem nada muito sério. O pânico provavelmente vai invadir sua mente. Mantenha esse pânico no lugar.

Comece perguntando a ela como ela está e o que ela está pensando. Ouça. Não dê opiniões. Respire fundo, e ligue e converse também com um melhor amigo ou amiga, para desabafar o desespero. Já vi casos em que o cara recebeu a notícia e começou a chorar de desespero, bem como fui um amigo para vários amigos e amigas que receberam a notícia da gravidez.

Nada de culpar ninguém pela situação: meninos tem pênis, meninas tem vaginas, e nenhum dos dois “se engravida”. Pílulas, camisinhas, o que for, nada disso é pra ser conversado quando o que eles preveniriam aconteceu.

Na conversa com a ficante, a primeira frase deve ser sempre dela. Afinal meu caro, não é você que terá uma criança por 9 meses dentro da barriga. Deixe ela falar. Veja o que ela quer fazer, como fazer, dê suporte. Não fique tentando sugerir abandonar a criança ou aborto, ou dar a criança para adoção. O que você tem de fazer é só ouvir, e dar a você um tempo também para assimilar as informações.

O filho é de vocês, mas o corpo que carrega a criança é dela. Lembre-se disso.

Tive uma noite com alguém, e ela está grávida

Antes de sair agindo como um machista e perguntar “o filho é realmente meu?”, pare. Existem mulheres que fazem o “golpe da barriga” sim, mas não é o momento de pensar nisso, por mais que seja uma desconhecida, tenha sido apenas uma “ficada”.

Comece apenas ouvindo. Não tente convencê-las sobre o que fazer ou deixar de fazer com o bebe. Ouça o que ela pensa disso, e qual a atitude ela está esperando de você.

Suporte a decisão da pessoa, mas tenha também sua posição. A pessoa decidiu ter o filho ou não, você terá de lidar da melhor forma possível com isso.

Se vocês se gostam, podem dar uma chance a um relacionamento. Mas se você não se gostam, não precisa disso, pois o mundo moderno permite que os pais vivam separadamente, e os filhos sejam muito felizes assim. Não precisa casar, nem namorar. Você precisará apenas ser um homem de verdade.

Mantenha contato com a pessoa depois da primeira conversa. Vocês dois ainda terão muitas delas, e muitas dúvidas vão aparecer.

Se vocês dois são um casal esperando filhos, o vídeo abaixo pode ser uma inspiração de coisa legal para fazer para sua companheira:

Minha namorada engravidou. E agora?

O mesmo vale para esposas. E são duas opções: o casal está pronto para o bebe ou o casal não está pronto para o beber.

No primeiro caso, as coisas são simples. Continue mantendo os familiares no escuro nos meses iniciais, para evitar problemas. Conversem bem, façam um planejamento familiar bem estruturado. Isso garante tranquilidade e sucesso para a família.

No caso de o casal não estar pronto para o bebe, a decisão tem que ser conjunta sobre o que fazer. Todo o planejamento, tudo tem que ser conversado. Quanto mais aberta a comunicação, melhor será para construir um relacionamento ainda melhor, seja com ou sem crianças.

Se você precisa de alguém para conversar, estamos aqui para ajudar. Os comentários abaixo estão abertos para vocês pedirem os conselhos e ajuda que precisam.

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)