Em apenas 20 anos, a Internet tornou-se um dos lugares mais comuns para encontrar parceiros românticos, deixando em segundo lugar a a obtenção de pares e relacionamentos através de amigos. Estudos, inclusive, tem mostrados as reais funcionalidades desses sites de relacionamento, assim como também a onda de aplicativos que surgiu com este fim.

O que a ciência diz sobre sites de relacionamento e encontros?

De longe o melhor serviço que sites de relacionamentos e encontros online oferecem é o acesso a outras pessoas solteiras que estão à procura de relações, geralmente românticas. Por outro lado, não há nenhuma boa evidência para apoiar os algoritmos “baseados em ciência” que, supostamente, encontram o par perfeito para você dentro destes sites.

Entre outras limitações, os perfis de usuário também oferecem uma sensação incompleta de uma pessoa inteira. E quando você é apresentado a muitas pessoas para escolher, muitas vezes sente-se sobrecarregado e desiste.

Ao tomar um olhar mais abrangente sobre o mundo dos encontros online, com seus muitos pontos fortes e fracos, os estudos sugerem maneiras para  que os solteiros possam aproveitar ao máximo sites de namoro online, seja para conseguir amizades ou parceiras. Os resultados também apontam caminhos que a indústria pode seguir para servir melhor os seus clientes.

Os erros dos sites e aplicativos de relacionamento e encontros

O fato de que o namoro online existe é uma benção para os solteiros, e é um ótimo complemento para a forma como os solteiros podem conhecer potenciais parceiros, mas a indústria comete uma série de erros.

Desde amigos até avós intrometidos, os intermediários são intrometidos no amor desde muito antes dos primórdios da Internet. O namoro online foi simplesmente uma forma mais recente de uma antiga tendência de levar as pessoas a se conectarem? Isso pode ser uma pergunta difícil de responder. Afinal, não há estudos que atribuem ao acaso as pessoas a um tipo de namoro ou de outro e, em seguida, testando o que funciona melhor.

Enquanto isso, os algoritmos que as empresas utilizam para sugerir possíveis “conexões” para os seus clientes são cuidadosamente guardados segredos na indústria destes sites e aplicativos. Assim, mesmo que algumas empresas afirmam que seus métodos são cientificamente comprovados para desencadear o romance, pesquisadores independentes não têm acesso às fórmulas para testes.

Na verdade, é difícil imaginar que qualquer algoritmo de correspondência possa funcionar. Em pesquisas, as pessoas podem dizer quase que instantaneamente se há uma atração quando se encontram pessoalmente. O mesmo não acontece online, o que relega à outros elementos o fator “atração”.

Apesar de centenas de milhões de dólares gastos em campanhas publicitárias caríssimas alegando usar a psicologia ou a ciência, sites e aplicativos não produziram nenhuma evidência de que são realmente funcionais, cientificamente falando.

Procurando encontros em sites de relacionamento

Construir relações online pode ser possível, mas é necessário que você tenha um foco muito específico e saiba como lidar com seu público alvo. (Foto: thirtyorsomething.com)

As limitações das fórmulas de encontros

As pessoas tem perfis não bidimensionais. Você pode descobrir em questão de minutos ou mesmo segundos, se há uma faísca de atração. Cinquenta milhões de horas de leitura online não vão te dizer isso.

Navegação excessiva por perfis online também podem ser prejudiciais porque as pessoas tendem a correr quando têm muitas opções. Muitas pesquisas psicológicas mostram que as pessoas estão mais propensas a parar e provar algo mais “normal” se há muitos sabores para escolher. Mas os consumidores estão mais propensos a comprar, se houver apenas algumas opções. O mesmo é provavelmente verdade para os potenciais parceiros românticos: ter muitas opções pode ser paralisante.

Para aproveitar ao máximo a sua experiência de namoro on-line, os pesquisadores recomendam gastos tão pouco tempo quanto possível navegar e mais tempo a criação de reuniões de curta duração, que podem revelar rapidamente se um jogo foi feito no céu ou não. Também são úteis aplicativos que as pessoas de alerta quando potenciais datas estão próximas – oferecendo ainda mais oportunidades para testar as conexões. Cada nova pessoa que você encontra online é oportunidade para uma faísca que pode (ou não) valer a pena explorar.

A utilidade real dos sites e aplicativos de encontros e relacionamentos

Muitos que procuram encontros/amizades online podem se beneficiar ao conhecer melhor os gostos e preferências das pessoais com as quais puxa conversa online. Algumas das tecnologias mais recentes pode vir a ser mais promissores. Existem sites, por exemplo, que usam pesquisas para avaliar a compatibilidade de DNA ou testes hormonais para combinações através da genética.

Por enquanto, apesar das limitações significativas, tais aplicativos e sites podem ser valiosos serviços para as pessoas que querem uma ferramenta a mais na vida de encontros. Vinte anos atrás, apenas um por cento das pessoas em relacionamentos bem sucedidos se conheceram online. A partir de 2009, 22 por cento dos casais heterossexuais entrevistados num estudo conheceram-se através da Internet. Mais de 60 por cento dos casais do mesmo sexo agora se conhecem através de seus computadores.

Em 2005, quase 40 por cento de usuários únicos de internet estavam namorando online, e esse número é provavelmente maior hoje.

Isso é uma coisa boa e que ajuda as pessoas a conhecer outras sem ter que estar em um lugar específico ou tempo específico. O acaso perdeu um pouco do seu valor para os encontros, dando maior espaço para uma liberdade de escolha com quem e como você deve conversar.

Compartilhando experiências pessoais

Já namorei online mais de uma vez. Em um desses namoros online, conheci a mulher por um site de relacionamento, que era inclusive pago. Paguei pela experiência, que foi muito válida e me fez conhecer o Sul de Minas e uma pessoa que hoje é uma amiga pela qual tenho muito carinho. Em outro site de relacionamentos (gratuito), baseado em gostos musicais, fiz algumas amizades e também tive um encontro, que foi menos bem sucedido que no site pago, mas que não me rendeu uma amizade duradoura.

Nos dois casos, o que me ajudou foi ter buscado claramente algo: encontros, mas sabendo bem de meus gostos e o que procurava nas mulheres. Assim, fui capaz de limitar minha amostra de “alvos”. Talvez te ajude a usufruir melhor destes sites e aplicativos ter um objetivo claro.

Você tem um? Como utiliza sites e aplicativos de encontros e relacionamentos? Compartilhe nos comentários suas estratégias online!

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)