O câncer de próstata depende da testosterona para crescer. A terapia hormonal bloqueia ou reduz a quantidade de testosterona no organismo. Isso pode reduzir o risco de um câncer de próstata precoce voltar quando você o tiver fazendo outros tratamentos. Ou pode encolher um câncer avançado de próstata ou diminuir seu crescimento, podendo tornar uma cirurgia desnecessária.

Porém, é importante lembrar que nada vai substituir o tratamento escolhido pelo médico, que vai sugerir os melhores procedimentos para seu problema de saúde. Nosso artigo é apenas informativo para que você sane algumas dúvidas sobre a hormonoterapia e a cirurgia para o câncer de próstata.

Tratamento hormonal para câncer de próstata

A terapia hormonal funciona fazendo com que seu cérebro diga ao seu corpo para fazer testosterona ou para impedir que a testosterona atinja as células cancerosas. As células de câncer de próstata geralmente precisam do hormônio testosterona para crescer. A testosterona controla como a próstata cresce e se desenvolve. Ela também controla outras características masculinas, como as ereções, força muscular e o crescimento do pênis e dos testículos. A maioria da testosterona em seu corpo é feita pelos testículos. Uma pequena quantidade também vem das glândulas suprarrenais, que ficam acima de seus rins.

A testosterona geralmente não causa problemas, mas, se você tem câncer de próstata, pode fazer crescer as células cancerosas mais rapidamente. Se a testosterona for removida, o câncer geralmente diminuirá, mesmo que tenha se espalhado para outras partes do seu corpo.

Hormonoterapia cura câncer de próstata?

A terapia hormonal por conta própria não irá curar seu câncer de próstata. Se você fizer a terapia hormonal, o tratamento terá como objetivo controlar seu câncer e atrasar ou gerenciar quaisquer sintomas. Ela também pode ser usada com outros tratamentos, como a radioterapia, para torná-los mais eficazes.

Tratamento para câncer de próstata: radioterapia e hormonoterapia

A terapia hormonal é combinada com a radioterapia quando:

  • Seu câncer não se espalhou, mas corre alto risco de voltar
  • Você tem um nível muito elevado de antígeno prostático específico (PSA)
  • Você tem um alto score de Gleason

Você pode ter terapia hormonal antes, durante e após a radioterapia. Os médicos geralmente recomendam que você tenha o tratamento entre 3 meses e 3 anos. Quanto tempo depende do risco de seu câncer voltar e quantos efeitos colaterais você tem. Você pode tê-lo com outros tratamentos, como tratamento de ultrassom de alta frequência ou radioterapia interna.

Opções para tratar o câncer de próstata

Em alguns casos, o câncer de próstata pode ser tratado com hormonoterapia, enquanto casos mais graves podem necessitar de intervenção cirúrgica. (Foto: lifescript.com)

Terapia hormonal como único tratamento para o câncer de próstata

O tratamento hormonal também é uma opção se:

  • O câncer é muito avançado para ter tratamento com o objetivo de curá-lo
  • Você não pode ter cirurgia ou radioterapia por causa de outros problemas de saúde
  • Você não quer radioterapia ou cirurgia

Seu médico pode sugerir que você tenha terapia intermitente. Isto é, quando você tem tratamento por 6 a 12 meses e então tenha uma pausa por alguns meses. Você então começa o tratamento novamente e tem outro intervalo. Com a terapia intermitente, você pode ter menos efeitos colaterais. Atualmente, a evidência é que o tratamento intermitente não é pior do que ter um tratamento hormonal o tempo todo, mas converse com o seu médico sobre isso.

Câncer de próstata avançado e câncer reincidente

A terapia hormonal também é um tratamento para câncer que se espalhou para outra parte do corpo. Você pode tê-la junto à quimioterapia. A terapia hormonal também é um tratamento se o seu câncer voltar depois de ter a radioterapia.

Como saber se a terapia hormonal está funcionando?

Você terá exames de sangue regulares para verificar o nível de uma proteína chamada antígeno prostático específico (PSA). O PSA é uma proteína produzida por células de próstata normais e cancerígenas. Está no sangue em pequenas quantidades em todos os homens, a menos que tenham tido a glândula prostática completamente removida.

Enquanto a terapia hormonal está funcionando, o nível de PSA deve ficar estável ou pode diminuir. Mas se as células de câncer de próstata estão começando a crescer e se desenvolver, o nível de PSA pode subir. Então seu médico pode precisar mudar seu tratamento. Eles discutirão isso com você.

Efeitos colaterais da terapia hormonal

Os efeitos colaterais da terapia hormonal são devidos aos baixos níveis de testosterona em seu corpo. Alguns são comuns a todas as terapias hormonais para câncer de próstata e podem também variar de acordo com o tipo de medicamento usado. Os principais efeitos colaterais são:

  • Problemas eréteis (impotência)
  • Ondas de calor e sudorese
  • Cansaço e fraqueza
  • Dor no peito
  • Inflamação dos músculos e ossos ao redor do tumor

Os efeitos secundários do tratamento a longo prazo são:

  • Ganho de peso
  • Problemas de memória
  • Mudanças de humor e depressão
  • Desgaste ósseo (osteoporose)
  • Risco de insuficiência cardíaca precoce

Quando a cirurgia é a opção de tratamento para o câncer de próstata?

O objetivo desta operação é curar seu câncer de próstata. Você pode ter se:

  • Seu câncer não se espalhou para fora da próstata
  • Você é mais jovem e tem um tumor de crescimento rápido
  • Como parte do tratamento planejado para câncer de próstata localmente avançado ou de alto grau

A prostatectomia radical é uma cirurgia com muitos possíveis efeitos colaterais. Se você é um homem mais velho com um câncer de próstata que cresce lentamente, esse tipo de cirurgia pode não ser necessário para você. Isso ocorre porque seu câncer pode crescer tão devagar que você é mais provável morrer de velhice ou outras causas do que do câncer de próstata.

O que você já conhecia sobre os tratamentos do câncer de próstata? Tem alguma dúvida? Deixe nos comentários suas perguntas!

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)