As estrias e muitos outros problemas consagrados como “femininos” não afetam somente as mulheres. A estria é um desses problemas. Temos a impressão de que ela só acontece às mulheres, pois os produtos do mercado, os cremes para estrias e outros tratamentos são direcionados quase exclusivamente à elas, como se o problema fosse restrito ao sexo feminino. Mas não é, e muito homens sabem disso, sentindo literalmente na pele que é um problema que acontece também com eles. Por mais que isso não seja uma pauta central da estética masculina, muitos homens têm estrias e se constrangem quando elas são postas à mostra. Enquanto uns negam qualquer tratamento, outros já buscam soluções para o problema.

Estrias: o que são?

Para começar, uma definição do problema: As estrias são aquelas manchas na pele em formas de linhas, que podem ser brancas ou rosadas e que resultam da ruptura das fibras de colágeno e elastina da pele. Podem ocorrer na barriga, nos braços, nas parte de baixo das costas e nos glúteos.

Tratamento para estrias masculinas

Estrias em homens são um problema comum. Existem já tratamentos para estrias, e homens que se preocupam com a estética deveriam buscar esses tratamentos. (Foto: divulgação)

Estrias: causas

As estrias são tão comuns nos homens quanto nas mulheres. A única diferença são as estrias ganhas pelas mulheres no período da gravidez. Fora isso, as condições são as mesmas.

As estrias tem como principal causa o ganho rápido de peso.

Desequilíbrio hormonal também pode gerar estrias quando afeta a produção de colágeno, responsável pela elasticidade da pele.

Na musculação os homens correm o risco de desenvolver estrias, principalmente com o ganho rápido de massa muscular. O uso de esteróides e anabolizantes aumentam o risco, visto que a massa muscular cresce ainda mais rapidamente.

A puberdade pode ser um momento de desenvolvimento de estrias devido ao crescimento repentino que estica bastante a pele.

Obesidade também provoca estrias. Devido à gordura, muitas vezes a pele excede seu limite de elasticidade.

Cura das estrias

Estrias podem ser brancas ou vermelhas. Em qualquer caso, estrias podem ser tratadas e eliminadas na pele. O melhor ainda é a prevenção! (Foto: divulgação)

Estria: tratamentos

Não existe um tratamento milagroso para a estria. Nenhum creme causará o desaparecimento total da estria, no máximo será amenizado o impacto estético e visual. Para isso existe o tratamento clínico, com cremes e loções de uso local.

Peelings físicos e químicos: Os primeiros são feitos com cristais ou diamantes e o segundo com ácido retinóico ou ácido glicólico. O peeling, de maneira geral, é um esfoliante mais potente, que visa a regeneração celular da pele de maneira mais rápida. O uso de ácidos ajuda na descamação da pele, podendo penetrar nhttps://youtu.be/446OgQ2O18cela mais profundamente que as esfoliações usuais. As manchas das estrias serão amenizadas na medida em que as camadas da pele forem se regenerando com a descamação provocada pelo ácido.

 

Há também pequenas intervenções cirúrgicas tais como:

Epidermodivulsão: é pequeno procedimento com anestesia do local das estrias e no qual é utilizada uma agulha especial que “descola” as paredes da estria, estimulando a formação de novo colágeno no local, o que faz melhorar a aparência das estrias.

Laser: O dye Laser para estrias vermelhas ou a Luz intensa pulsada.

A sugestão é definitivamente procurar um dermatologista. Ele indicará o melhor tratamento e impedirá que você gaste dinheiro com cremes desnecessários e que prometem (sem cumprir!) resultados milagrosos.

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)