Homens modernos são viris o suficiente para o mundo moderno e que não são menos viris do que em quaisquer outros. Usar um barbeador elétrico à prova d’água para fazer a barba durante o banho, em vez de passar por uma rotina de barbear meia-hora de duração com uma gilete não é menos másculo, só é mais prático. Perder tempo e fazer as coisas da maneira mais difícil não é o bilhete para virilidade.

Da mesma forma, a adoção de vaidade masculina não é inerentemente não-viril. Ser interessado em exercícios para peitorais e abdominais esculpidos, tentar seu o melhor ou o mais rápido é perfeitamente aceitável. Vaidade masculina é apenas uma parte da revolução metrossexual que estamos encontrando agora. Os homens também se tornaram mais interessados ​​em cozinhar, criar seus filhos, serem sensíveis, mostrar emoção e ser sensual. Afinal, quem de nós não queria passar mais tempo com nossos pais quando mais novos? Hoje, queremos dar isso para nossos filhos e a vaidade pode exercer um papel importante nesse aspecto, já que ela também está relacionada à qualidade de vida e cuidados com a nossa saúde.

Bill Gates

Bill Gates fundou a Microsoft que hoje, está na grande maioria dos computadores pessoais no mundo. Além disso, ele doou toda a sua fortuna para projetos de caridade apos sua aposentadoria. E você continua achando que ser um nerd não é viril? (Foto: biography.com)

Não preocupe-se tanto. Os homens não são as novas mulheres. Os homens são, em vez disso, tudo que é novo. Mulheres tomaram conforto no papel há muito tempo e agora é a nossa vez. Pare de se preocupar com sua “virilidade” e aceite um pouco de vaidade na vida. Nenhuma mulher gosta de homens sujos, gordos e peludos. Além disso, continuar a se preocupar mais e se preocupar com tais coisas, significa apenas que você está comprando o papo “viril” de amigos preconceituosos e provavelmente, feios. Alguns deles, inclusive, pode ter sérios problemas com a sexualidade e por isso, praticam o preconceito.

E vamos ser reais, “virilidade” foi e provavelmente ainda é um tipo de repressão e homofobia. Um homem gay não é “viril”? Bem, por que não? Eu conheço homens gays que fazem agachamentos com 230 kg, que adoram jogos e esportes e que gostam de um uísque de qualidade ao longo de um jogo de cartas, como qualquer homem tradicionalmente definido como viril. Eles também têm mais relacionamentos de confiança com as mulheres do que a maioria dos meus amigos heterossexuais. Eles também muitas vezes se vestem melhor, comem melhor e se exercitam mais também. Não é surpresa pra mim que muitas amigas venham falar bem deles e  se apaixonarem à primeira vista.

Martin Luther King

Este cara lutou e conquistou direitos para muito mais pessoas do que qualquer homem “viril” que eu conheça. Martin Luther King é um exemplo de masculinidade. (Foto: biography.com)

O “culto à virilidade” nada mais é do que o medo, a repressão e a homofobia reembalada para fazer você se sentir especial como um “homem macho”. É um sonho de um passado duvidoso, “viril”, em que tudo era perfeito porque os homens fizeram tudo de forma ineficiente, bebiam demais, fumavam demais e tratavam suas mulheres como objetos.

Para ser honesto, eu não vejo o problema de ser menos “viril” aos olhos destes revolucionários da masculinidade. Gosto de cozinhar, gosto fazer exercícios, eu gosto de ter conversas inteligentes sobre outras coisas além de peitos, eu gosto de ter um relacionamento mais próximo com a minha mulher, eu gosto de cuidar da minha aparência. Se essas coisas me fazem menos viril, que assim seja. Nossa cultura tem prosperado na base testosterona bombeada, robusta, peluda, agressiva, controladora e na figura masculina por muito tempo.

O que significa ser um homem? Significa assumir a responsabilidade. Significa dizer um pouco e fazer um monte, sem implorar por crédito. Isso significa respeitar conquistas, a idade, experiência, o outro gênero e combater pelos oprimidos. Significa aceitar os outros apesar de seu sexo, cor, crenças ou preferências sexuais. Isso significa abrir as portas ou inclinar-se para pegar um item que cair para qualquer um. Significa aceitar que alguns homens e mulheres são gays, que algumas mulheres gostam de papéis tradicionalmente masculinos e alguns homens, do sexo feminino. Isso significa ser uma pessoa boa e não ter absolutamente nada a ver com ser homem, dirigir uma caminhonete, ficar com barba por fazer, falar com uma voz rouca, bater nos fracos, agir seco, desfrutar de alguns esportes, odiar os gays , atirar coisas ou chamar alguém de covarde.

E você? O que falta para que você e torne um homem de verdade?

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)